Buscar
  • Luciano Melo

PSICOLOGIA: O QUE É?

PROJETO TERAPIA EM LETRAS


A Psicologia é definida pela Associação Americana de Psicologia como “o estudo da mente e do comportamento”.

Historicamente, pode-se afirmar que as raízes do conhecimento psicológico são encontradas na Grécia Antiga, já que filósofo s como Sócrates, Platão e Aristóteles já tentavam responder a perguntas que hoje são feitas, também e de maneira especial, por psicólogos.

No século XIX, mais precisamente em 1879, Wilhelm Wundt inaugurou o primeiro laboratório psicológico na Universidade de Leipzig, na Alemanha. Este é considerado o marco do início da Psicologia como ciência propriamente dita. Acreditava Wundt que nossa mente e nosso comportamento, assim como os planetas ou as substâncias químicas, podiam ser estudados cientificamente.

Visões e métodos diferentes de estudo do homem deram origem a abordagens variadas. De acordo com Nolen-Hoeksema (2012), as principais abordagens ou perspectivas psicológicas atualmente são a biológica, a comportamental, a cognitiva, a psicanalítica e a subjetivista, que não serão tratadas aqui porque isso fugiria ao objetivo deste texto, que é mostrar a você que a Psicologia está mais presente em sua vida do que você pode pensar.



Para que possa compreender a mente e o comportamento humanos, a Psicologia apresenta uma ampla variedade de campos e subáreas de pesquisa. Assim, são temas de estudo da Psicologia: o desenvolvimento, a formação da personalidade, as emoções e os sentimentos, a atenção, a consciência, os processos de aprendizagem, a memória, a linguagem e o pensamento, a inteligência, entre outros, além de todos os transtornos psicológicos.

O mundo contemporâneo, marcado por rotinas estressantes, muita correria e ansiedade contribui para o aumento do número de pessoas que buscam na Psicologia um apoio através da Psicoterapia. Este é o tema do próximo texto do TERAPIA EM LETRAS.




Texto: Psicólogo Luciano Melo (Clínica Argos Psi).

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS:

NOLEN-HOEKSEMA, Susan (et al.). Introdução à Psicologia. 15ª ed. São Paulo: Cengage Learning, 2012.

VANDENBOS, Gary R. (org.). Dicionário de Psicologia da APA. Porto Alegre: Artmed, 2010.

72 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo