OrientaçãoProfissional-argos.jpg

Orientação Profissional

A adolescência é uma etapa da vida marcada pela ocorrência de múltiplas e profundas transformações e pela tomada de importantes decisões, como a escolha profissional.

O adolescente, ao escolher um curso universitário, escolhe não apenas uma profissão, mas, também, uma forma de viver, considerando-se as características específicas e a rotina de vida do profissional que se tornará.

A importância desse processo decisório e o fato de ele ser vivido durante a adolescência fazem com que, inevitavelmente, aquela escolha seja marcada por dúvidas, conflitos, ansiedade e medo e esse é o contexto em que deve ser compreendido o trabalho de Orientação Profissional.

Trata-se de uma atividade conduzida por um profissional da Psicologia, com foco nos interesses pessoais do adolescente, no seu auto conhecimento, nos seus traços de personalidade, no conhecimento das diversas profissões que tem à sua disposição, no conhecimento do mercado de trabalho, entre outros elementos, no intuito de ajudá-lo a tomar sua decisão de forma madura e consciente.

Embora a escolha profissional que se faz na adolescência deva ser realizada com segurança e a máxima seriedade, é importante considerar que ela não terá que ser, necessariamente, imutável. Viver é um processo dinâmico. Somos seres eternamente em construção e, por isso, não podemos negar a nós mesmos a possibilidade de, num dado momento, avaliarmos a escolha que outrora fizemos e enveredarmos por um novo caminho profissional.

Nesse sentido, o processo de Orientação Profissional é considerado como um valioso recurso: em primeiro lugar, porque ao ajudar o adolescente a perceber essa possibilidade de mudança e conviver com ela de forma equilibrada, sem perder a seriedade de sua escolha, diminui-lhe o grau de ansiedade; em segundo lugar, o processo de orientação vocacional está aberto, igualmente, aos adultos que sentem a necessidade de avaliar sua trajetória profissional e consideram a possibilidade de realizar uma nova escolha.